ACOMPANHE O GERALDO LUÍS

PUBLICIDADE

Página Inicial » Notícias » Seguranças de Sérgio Cabral trocam tiros com bandidos no Caju



  • Créditos: Severino Silva / Agência O Dia

Seguranças de Sérgio Cabral trocam tiros com bandidos no Caju

23/06/2011 04:00

Os seguranças do governador Sérgio Cabral trocaram tiros com bandidos durante uma tentativa de assalto, na manhã desta quarta-feira, próximo à Favela Parque Alegria, no Caju, Zona Portuária do Rio. Minutos antes, Cabral havia deixado o Cemitério do Caju e tomado um helicóptero no quartel do Exército e não estava durante o ataque. A residência de uma moradora foi atingida por disparos e teve as paredes marcadas.

Moradora da Vila Otavio Soares, a mulher que teve a casa atingida não quis se identificar, mas falou do susto que passou. "Estava sentada no sofá e de repente ouvi um barulho estranho. Quando vi, a bala atravessou o vidro, bateu na parede e caiu nos meus pés. Levei um susto danado. O pior é que a segunda vez que isso acontece. Fico com medo de não ter tanta sorte da próxima vez. A bala passou a um passo de mim", disse a moradora.

O governador esteve no Cemitério do Caju para acompanhar a cerimônia de cremação de Jordana Kfouri Cavendish, morta em um acidente de helicóptero com outras seis pessoas, na noite da última sexta-feira, na Bahia.

O grupo de seguranças deixava o local em carros e um motociclista seguia na frente. Na Avenida Brasil, próximo ao Viaduto Ataulfo Alves, homens armados com fuzis abordaram o motociclista, mas um outro carro com guarda-costas de Cabral viu a ação dos ladrões e abriu fogo contra eles. Um bandido teria sido atingido - a polícia estima que o grupo tinha entre oito e dez integrantes.

Após a intensa troca de tiros, os criminosos fugiram para o interior da Favela Parque Alegria. Policiais do 4º (Caju) e 22º (Benfica) batalhões, além do BPRv, fazem buscas e dois helicópteros auxiliam os trabalhos.

Em nota enviada à imprensa, o Governo do Estado esclareceu o incidente informando que não havia autoridade alguma na comitiva, apenas seguranças que seguiam para o Palácio Laranjeiras no momento da abordagem. O caso foi registrado na 17ª DP (São Cristóvão)", informou a nota.


Fonte: O Dia

Link: clique aqui para ler a matéria completa


Participe! Comente esta notícia